Colaboradores

domingo, 10 de março de 2013

quando algumas coisas vão, mas a gente fica

parece que o nó não se desfez
e o abraço permanece no ar

parece que as palavras ainda combinam
fazendo o impossível para retornar

e retomar o verso no espaço da letra
que ficou apenas na pausa

a teimosia faz o pensamento ir e vir
mas sempre o seduz a reviver

parece que a lembrança não sustenta
a vontade que se tem de ainda ser


e assim, o pensar e o querer se confrotam com o tempo
que finda o que tiver de ser
mas que deixa sempre um nó por aí, perdido
sem se desfazer




3 comentários:

Andreia Aparecida disse...

lindo!

Aux. Irmão Brayan disse...

Jesus te chama!

Dancer disse...

Ai que dó! Que descrição tão perfeita!