Colaboradores

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Aí ele puxou o gatilho e a bala atravessou a cabeça, a namorada viu tudo, tentou evitar, mas ele não quis, desistiu... A irmã na OAB e ele tentando um concurso público, qualquer um, qualquer que fosse, mas ele desistiu...
Num mundo cão, competição é a vez. Tiro na cabeça, jogar-se no trilho, é sensação, é noticiário, e melhor ainda, assunto nos cantos da faculdade. Mas ele só desistiu...
Louco! Insano! O que esse cara fez? Último ano da faculdades, podre de rico, mas ele só desistiu. Aquela foi a sua última força ou a primeira delas...
O aperto no coração confirma a humanidade ainda existente, mas jovens ainda continuarão se matando e nós?
Nós: noticiando...


(Baseado em história real e bastante atual.
Ivo, fica na paz dos Anjos)

Fer Pereira

3 comentários:

hiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
hiro disse...

Desistiu?fracasou? Era corajoso?Era forte? quis
brincar de Deus?encurtou o que vinha pela frente?
Vestiu sozinho o palitó de madeira?
Bateu as botas e saltou até os anjos? O
que ele fez?O que ele iria fazer?
quantas balas passam em nossas cabeças
e morremos aos poucos? E quantas param e nos
afastam do mundo?
Deveria escrever uma carta? Dizer adeus?
Ele disse adeus? Ou um breve ate logo?
Ele descobriu algo maior? Ele desistiu?
Não sei qual é a poesia do suicidio e
nem o prazer de um homicidio...
mas no final como sempre digo,
virou noticia de jornal...nunca conheci, mas ja admiro, já sinto saudades! Que faça companhia as fervorosas festas
do diabo e que deleite com os anjos sua paz....

Anônimo disse...

treatments farther stand desires rectified dzze carefully harassment correctly grasped scanning
semelokertes marchimundui