Colaboradores

segunda-feira, 16 de abril de 2007

Medo de compromisso

Mal masculino ou feminino?? Na realidade creio que assexuado. O Novo assusta qualquer um, mas não tentar é aniquilar toda alma, indiferentemente de sexo, etnia ou crença. Desacreditar na possibilidade de ter algo além do esperado, do programado é no mínimo cruel, não há nada mais chato do que ter tudo pronto, fabricado. Não somos feitos de madeira, não somos tipos, somos humanos. Somos feitos de quimeras e crer nelas é um bom passaporte para uma vida feliz; o pé no chão é fundamental, ter sentimentos etéreos também não é bom, porém chegar a negar simples pedidos de amizade ou então de carinho, de colo não é nada saudável. Mas há algo que aprendi com um mestre chamado Edson Madella em que ele dizia algo sobre Dar-Receber; Aceitar-Negar; e isso foi e é muito importante para mim e para muitos dos meus amigos. Infelizmente não podemos esperar dos outros o que nos fará feliz ou o que a gente pensa que nos fará feliz.Sentimento sinceros é o que temos de exigir do outro e apenas isso.
Mas muito me decepciona a não tentativa, até por minha parte, afinal temos medo do quê?Um Não é um Não o que se ganha é apenas uma negação e algum tempo de choro no travesseiro, mas um Sim é uma afirmação mais que esperada, é um tiro no escuro, uma tentativa corajosa, a qual há muito nos falta.

Fernanda Pereira.

2 comentários:

Flávia disse...

Fe, é isso mesmo, disse pra vc escrever sobre isso e ai está né?..rs. Muito triste a não permissão, a não auto-desobediência...é necessário cortar os laços do medo, interromper as ligações neurológicas que geram a insegurança...sermos mais permissíveis àquilo que queremos para sermos felizes...eu estou tentando..
Abraços linda!

Anônimo disse...

Falta a coragem, porque o medo de perder é maior do que a vontade de arriscar a perda, ou o ganho, não?
Falta à todos nós, talvez, a verdadeira e profunda vontade de sermos felizes...
Catt